Coronavírus: O que é e como se prevenir?

Tempo de leitura: 7 minutos

Muito se fala sobre esse novo vírus que vem se espalhando pelo mundo, mas o que é o Coronavírus, como se prevenir e quais os sintomas? Confira tudo isso e muito mais no artigo a seguir.

O que é o Coronavírus?

O que é o coronavírus. É uma família de vírus que causam infecções respiratórias. Apesar do que muitos pensam essa família de vírus não é nova, ela existe desde meados de 1960, porém a maioria dos casos eram isolados e extintos.
O Coronavírus

Conforme o Ministério da Saúde o Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. Apesar do que muitos pensam essa família de vírus não é nova, ela existe desde meados de 1960, mas a maioria dos casos eram isolados e extintos.

Contudo no final de dezembro de 2019, na China, foi registrado um novo subtipo de Coronavírus. A doença causada pelo novo vírus recebeu o nome de Covid-19 e a primeira morte causado por ele foi registrada no dia 9 de janeiro.

Como é transmitido?

A transmissão costuma ocorrer de pessoa para pessoa, pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, assim como: gotículas de saliva; espirro; tosse; catarro; contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão; e contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Pessoa espirrando. A transmissão costuma ocorrer de pessoa para pessoa, pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como: gotículas de saliva; espirro; tosse; catarro; contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão; e contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.
Como é transmitido o Coronavírus

O tempo de incubação do vírus é de 2 a 14 dias e a doença não é transmitida neste período. A transmissão viral ocorre apenas enquanto persistirem os sintomas e também após a resolução deles. Mas a duração do período de transmissibilidade é desconhecida até o momento.

Quais os sintomas?

A princípio, infecções por coronavírus causam doenças respiratórias leves a moderada, semelhantes a um resfriado comum. Os coronavírus comuns causam infecções respiratórias brandas a moderadas de curta duração. Contudo esses vírus algumas vezes podem causar infecção das vias respiratórias inferiores, como pneumonia. Entretanto esse quadro é mais comum em pessoas com doenças cardiopulmonares, com sistema imunológico comprometido ou idosos.

Os sintomas podem envolver:

  • Coriza;
  • Tosse;
  • Dificuldade respiratória;
  • Dor de garganta;
  • Febre.
Sintomas do coronavírus. Coriza;
Tosse;
Dificuldade respiratória;
Dor de garganta;
 Febre.
Sintomas do Coronavírus

Mitos e verdades sobre o Coronavírus

  • Luvas e máscaras protegem da transmissão da doença?

Verdade. O uso de máscaras e luvas acima de tudo é recomendado para pacientes com casos confirmados ou suspeitos.

  • A taxa de mortalidade do novo Coronavírus é maior do que de outros vírus?

Mito. Conforme estudos realizados pelo Centro Chinês de Controle e Prevenção de Doenças (CCDC), a taxa geral de mortalidade do Coronavírus é de 2,3% e em pessoas com mais de 80 anos pode chegar a 14,8%. Do mesmo modo que, a taxa do Coronavírus é melhor em comparação a outros vírus já existentes, como a dengue que possui uma taxa de mortalidade de 38,8 óbitos por 100 mil casos.

  • Os sintomas são parecidos com o de um resfriado comum?

Verdade. Em caso de febre, tosse e dificuldade de respirar, com toda a certeza é necessário alerta.

  • Existe vacina contra o novo vírus?

Mito. Ainda não a vacinas contra o vírus, nem tratamento especifico, contudo recomenda-se repouso, consumo de líquidos, alimentação saudável entre outros. 

Como é definido um caso suspeito de Coronavírus?

Conforme a Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, um caso suspeito pode ser definido da seguinte forma:

1. CASO SUSPEITO DE DOENÇA PELO CORONAVÍRUS 2019 (COVID-19)

Situação 1: Febre E pelo menos um sinal ou sintoma respiratório (tosse, dificuldade para respirar, batimento das asas nasais entre outros) E histórico de viagem para área com transmissão local, de acordo com a OMS, nos últimos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sinais ou sintomas; OU

Situação 2: Febre E pelo menos um sinal ou sintoma respiratório (tosse, dificuldade para respirar, batimento das asas nasais entre outros), assim como histórico de contato próximo de caso suspeito para o coronavírus (COVID-19), nos últimos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sinais ou sintomas*.

2. PROVÁVEL DE DOENÇA PELO CORONAVÍRUS 2019 (COVID-19)

Contato próximo domiciliar de caso confirmado laboratorial, além disso que apresente febre E/OU qualquer sintoma respiratório, dentro de 14 dias após o último contato com o paciente.

3. CONFIRMADO DE DOENÇA PELO CORONAVÍRUS 2019 (COVID-19)

A) CRITÉRIO LABORATORIAL: Resultado positivo em RT-PCR, pelo protocolo Charité.

B) CRITÉRIO CLÍNICO-EPIDEMIOLÓGICO: Contato próximo domiciliar de caso confirmado laboratorial, além disso que apresente febre E/OU qualquer sintoma respiratório, dentro de 14 dias após o último contato com o paciente e para o qual não foi possível a investigação laboratorial específica.

Fonte: Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde

Como se prevenir?

Até o momento não a uma vacina contra o vírus. Sendo assim a melhor maneira de se prevenir contra o coronavírus, é certamente evitar ser exposto ao vírus. Entretanto algumas outras medidas também devem ser tomadas como:

  • Evite viajar para países com grande quantidade de casos;
  • Não tenha contato próximo com pessoas doentes;
  • Não toque olhos, nariz e boca sem antes lavar ou passar álcool em gel nas mãos;
  • Fique em casa quando estiver doente;
  • Lave diariamente as mãos;
  • Use álcool em gel;
  • Cubra sua tosse ou espirre com um lenço de papel e jogue no lixo;
  • Limpe e desinfete os objetos e superfícies tocados com frequência usando um spray ou pano de limpeza doméstico comum, a fim de evitar o contagio.
Como se prevenir do coronavírus, Outro ponto também, é manter a imunidade alta. Assim como qualquer outra doença manter a imunidade alta é uma das melhores formas de prevenção.

Outro ponto também, é manter a imunidade alta. Assim como qualquer outra doença manter a imunidade alta é uma das melhores formas de prevenção, já que evita o contagio da doença facilmente. Pois além de ser uma proteção para o seu organismo contra doenças ou infecções, inclusive o coronavírus, quando estamos com ela baixo ficamos mais vulneráveis a transmissão dessas doenças.

Coronavírus. Para uma imunidade alta é importante consumir todas as vitaminas e minerais básicos, manter uma boa alimentação.

Para uma imunidade alta é importante consumir todas as vitaminas e minerais básicos, manter uma boa alimentação. E para quem deseja resultados mais rápidos é recomentado a suplementação de vitaminas, como por exemplo o Pacote Imunidade da Nutrilite. Que são produtos com ingredientes naturais, que oferecem a proteção que seu corpo precisa, por isso garantem o aumento da imunidade, disposição e bem-estar.

Para uma imunidade alta é importante consumir todas as vitaminas e minerais básicos, ou seja manter uma boa alimentação. E para quem deseja resultados mais rápidos é recomentado a suplementação de vitaminas, como por exemplo o Pacote Imunidade da Nutrilite. Que são produtos com ingredientes naturais, que oferecem a proteção que seu corpo precisa, assim garantindo o aumento da imunidade, disposição e bem-estar.

Pacote imunidade da Nutrilite. Que são produtos com ingredientes naturais, que oferecem a proteção que seu corpo precisa, garantindo o aumento da imunidade, disposição e bem-estar.

Coronavírus no Brasil

No Brasil, já são mais de 1.500 casos confirmados até o momento, com 25 mortos em 26 estados e no Distrito Federal.

O Ministério da Saúde declarou que todo o território nacional está sob o status de transmissão comunitária do coronavírus, ou seja é quando não é possível rastrear qual a origem da infecção, indicando que o vírus circula entre pessoas que não viajaram ou tiveram contato com quem esteve no exterior.

Apesar da alta taxa de transmissão da doença, sobretudo é importante ressaltar que não a motivo para pânico, o que deve se fazer a fim de se prevenir do Coronavírus é tomar as medidas necessárias. E em caso de suspeita da doença, antes de tudo a primeira m procurar o mais rápido possível uma unidade de saúde. Em resumo o mais importante é se prevenir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *